You are here:  / Blog Editora-Chef / Cardápios Especiais / Receitas que lembram a infância para este Dia das Crianças

Receitas que lembram a infância para este Dia das Crianças

ReceitasDaInfancia_CozinhandoPara2ou1

Acho que é impossível pensar na infância sem se lembrar das comidinhas que fizeram parte dessa época da vida. Sempre digo que meu estilo de cozinhar está ligado intimamente à minha memória afetiva gustativa e minha busca na cozinha é sempre pelos sabores e temperos que trago na memória, principalmente da primeira parte da vida — são comidas ricas, nutritivas e gostosas, e de que me lembro bem até hoje.

Foi pensando nisso que resolvi, para este Dia das Crianças, preparar uma seleção especial com receitas que lembram a infância, não só minha como de muitos que passam por aqui. Garanto que quem foi criança nos anos 80/90 também conheceu muitos dos pratos que citarei aqui. E espero que este seja um incentivo para relembrar estas receitas e, quem sabe, apresentá-las aos filhos, sobrinhos, afilhados…

Para começar, acho que um básico da culinária caseira no Brasil são as inúmeras possibilidades de reaproveitamento de arroz. Entre elas, cito três: o Arancini (Bolinho de arroz ou de risoto), o Arroz de forno cremoso com frango e o Arroz maluco (com calabresa, bacon, ovo, ervilhas e batata palha).

Das lembranças mais queridas, destaco o inigualável Nhoque de batata da vó Nair e seu super especial Estrogonofe “verde” da vó Nair. Fora essas especialidades, não podem ficar de fora a Carne na pressão com legumes da Vó Nair, o Molho de tomate com carne assada desfiada, o Rocambole de carne de vó e as inúmeras Variações de farofa.

Do outro lado da família, não posso deixar de citar o Frango a governador da Vó Ninha (gratinado com creme de cebola e batata palha), a Polenta con pollo al pomodoro (polenta com frango ao tomate fresco), o Macarrão à Carbonara (com bacon, ovo, parmesão e creme de leite) e o Molho de calabresa da nonna.

Das lembranças dos almoços em família, relembro o Empadão ou torta de frango com catupiry e, vez ou outra, também apareciam as Sardinhas frescas fritas.

O cardápio básico do jantar variava basicamente entre uma Sopa de legumes superprática ou então uma deliciosa Canja de galinha rápida e fácil. Outro clássico das festinhas em família ou lanches da tarde é a já famosa Pizza enrolada da Tia Wanda.

Criança que é criança se acaba nos doces e sobremesas. O primeiro da lista não poderia deixar de ser o Pudim de leite condensado da Vó Ninha (sem furinhos) e o segundo lugar, sem dúvida alguma, vai para os Bolinhos de chuva com banana. Já o Manjar branco da vó Ninha com calda de vinho com certeza foi o meu primeiro contato com as bebidas alcoólicas (nesse caso transformada em uma calda linda e deliciosa).

Entre os bolos, que enchiam de alegria as mesas do café da tarde, destaco o Bolo invertido de banana com canela e o Bolo de cenoura com calda de chocolate da bisa. O destaque especial fica para o Pudim de pão amanhecido com coco, um clássico nas tardes de frio.

O Amendoim doce (pralinê) nunca faltava na casa da vó Nair, assim como o seu Curau de milho verde, feito das espigas de milho raladas e que pulavam por toda a cozinha.

E, depois de virar tia e bajular os sobrinhos, descobri o Pudinzinho fácil de chocolate (calorias reduzidas). e o maravilhoso Pavê de bolacha Passatempo com chocolate, que com certeza já faz parte da memória gustativa dos meus pequenos.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

12 − 2 =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram