Você está aqui:  / Doces, bolos e sobremesas / Reaproveitamentos / Receitas com vídeo / [VÍDEO] Pudim de pão amanhecido com coco

[VÍDEO] Pudim de pão amanhecido com coco

PaoQueiroga_CozinhandoPara2ou1

Quando eu comecei a trabalhar em São Paulo e acabei vindo morar sozinha por aqui, minha vó Nair montou dois caderninhos de receitas para mim: um com os doces que ela fazia e eu mais gostava e outro com alguns dos meus pratos salgados preferidos, além de recortes de receitinhas fáceis que ela encontrava em revistas, folhetos de supermercados e nas embalagens dos ingredientes que ela usava.

Eu ainda nem alimentava o sonho da “cozinha própria”, mas como não tinha muita prática em preparar as minhas próprias refeições, foi com a ajuda desses cadernos que eu comecei a experimentar o que chamo de “alquimia das panelas” para adaptar as quantidades e chegar a porções menores a fim de evitar sobras e desperdício.

Sem dúvida alguma, a receita desses cadernos que mais fiz na vida é a desse Pudim de pão amanhecido com coco. Ela é bem antiga na minha família, inventada pelo “seu” Queiroga, um amigo de infância da minha avó. Na casa dela nunca faltou pão, então sempre acabavam sobrando alguns. Por isso, o “Pão do Queiroga” era presença frequente nos cafés da tarde. Uma forma fácil e gostosa de reaproveitar aquele pão velho que sempre acaba aparecendo.

[VÍDEO] Pudim de pão amanhecido com coco

1 xícara de leite (pode ser desnatado)
1 ovo
4 colheres de sopa de açúcar (ou o equivalente em adoçante culinário)
+/- 2 pães franceses amanhecidos (podem ser integrais)
+/- 3 colheres de sopa de coco ralado
Margarina para untar

.

Unte um refratário ou assadeira pequenos com a margarina. Reserve.

Misture bem o leite com o ovo e o açúcar. Bata levemente com um garfo para que fique homogêneo.

Corte os pães em rodelas de mais ou menos 1 dedo e meio e amoleça-os na mistura de leite. Cubra o fundo do refratário com eles, regue com o restante do líquido e salpique o coco ralado por cima.

Leve ao forno pré-aquecido em 250°C por 25 a 30 minutos até começar a dourar. O pudim pode inchar mas abaixa quando tirar do forno.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados ( obrigatório )

onze + 13 =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram