Você está aqui:  / Peixes e frutos do mar / Sardinhas frescas fritas

Sardinhas frescas fritas

SardinhasFrescasFritas_CozinhandoPara2ou1

Uma das coisas de que eu mais gosto é de cozinhar com alguém e aprender a preparar um prato que eu nunca tinha feito. Uma experiência que fica para sempre, uma memória riquíssima.

Fazia muito tempo que não comia sardinhas frescas e quem as preparava muito bem era minha avó. Fui passar uns dias na casa dos meus pais e, no supermercado com minha mãe, encontramos essas sardinhas e resolvemos reproduzir juntas uma das deliciosas receitas da vó Nair. Além da comida com gostinho de infância, o preparo foi temperado também com saudade. Comidinha reconfortante, com sabor de boteco de beira de praia.

4 a 5 sardinhas frescas abertas e limpas
1 limão
1/2 xícara de farinha de trigo
1/4 xícara de fubá
Sal e pimenta do reino

Eu já comprei as sardinhas limpas, mas caso ainda tenha espinhas, retire os excessos (um pouquinho sempre vai sobrar, não tem muito jeito). Tempere com limão (usei um pouco menos de 1/2 limão), sal e pimenta do reino. Cubra com plástico filme e deixe na geladeira por pelo menos uns 15 minutos.

Enquanto isso, misture as farinhas e tempere com um pouquinho de sal e pimenta do reino. Coloque mais ou menos uns 3 dedos de óleo em uma panela alta e deixe esquentar em fogo alto (para saber se está quente o suficiente, coloque um palito de fósforo apagado dentro do óleo e, quando ele acender, comece a fritura).

ComoFazerSardinhaFrita_CozinhandoPara2ou1

Quando o óleo estiver quente, abaixe o fogo, retire a sardinha da geladeira e passe pela farinha, apertando bem dos dois lados para que forme uma casquinha. Coloque delicadamente no óleo para não espirrar. Espere dourar a casquinha, retire do óleo com uma escumadeira ou garfo e deixe escorrer sobre papel absorvente. Repita o procedimento com as outras sardinhas.

Sirva em seguida com limão e uma cerveja bem geladinha. Ou então com arroz e feijão para um almoço do dia a dia.

Esta quantidade serve bem duas pessoas.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados ( obrigatório )

1 × dois =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram