Você está aqui:  / Arroz e Risotos / Rubacão (arroz com feijão verde, charque, queijo coalho e nata)

Rubacão (arroz com feijão verde, charque, queijo coalho e nata)

Rubacão é um tradicional prato brasileiro, bem comum nos estados da Paraíba e do Ceará, também chamado de arribação, arribaçã ou arrubacão — originalmente preparado com a carne do pássaro arribação ou avuante, atualmente em extinção e, por isso, proibido pelo Ibama de ser caçado.

Na adaptação, começou a ser utilizado o charque, a carne-de-sol ou o toucinho de porco em substituição da carne da ave. Para completar o prato, cada região ou família junta os ingredientes mais acessíveis: manteiga de garrafa, arroz (que dependendo da região pode ser o branco ou o vermelho da terra), pimentão e/ou tomate, queijo de coalho ou requeijão de corte, nata fresca ou creme de leite, coentro, cominho e, para quem gosta, pimenta dedo de moça ou malagueta.

O rubacão é uma variação do também tradicional Baião de Dois mas, como leva a nata, tem uma textura cremosa, mais próxima dos risotos — só que bem brasileirinho.

Um prato único super caprichado, que vale por um banquete completo. Daquelas receitas com cara de comida de vó, perfeita para reunir a família toda ao redor da mesa. Uma bela pedida para um domingo especial.

Rubacão (arroz com feijão verde, charque, queijo coalho e nata)

1/2 xícara de feijão verde (ou feijão de corda)
1/2 xícara de arroz (branca ou vermelho)
1 colher de sopa de manteiga de garrafa
150g. de carne de charque ou de sol cozida e dessalgada em cubos
1/2 cebola picadinha
1 dente de alho amassado
1/2 pimenta malagueta ou dedo de moça picada
2 colheres de sopa de nata fresca (ou creme de leite)
1 e 1/2 xícara de leite
150g. de queijo de coalho em cubos
1 punhado de coentro bem picadinho
Sal e pimenta do reino a vontade

Se for usar o feijão seco, deixe de molho em água potável por pelo menos 2 horas. Escorra e enxague bem em água corrente.

Coloque o feijão em uma panela, cubra com água uns dois dedos acima do feijão e deixe cozinhar até começar a ficar macio. Junte o arroz, o leite e deixe cozinhar até ficar al dente (se precisar, acrescente um pouquinho mais de água). Cuidado para não deixar grudar no fundo.

Em uma frigideira, aqueça a manteiga de garrafa e coloque a cebola, o alho e a pimenta para refogar. Se não gostar de muita picância, retire as sementes (elas que deixam o prato ardido). Quando a cebola estiver transparente, junte a carne e vá mexendo para refogar bem e ir desfiando.

Acrescente a carne com os temperos na panela de feijão com arroz, acrescente a nata e vá mexendo até ficar homogeneamente cremoso. Se estiver muito seco, adicione um tantinho de água, apenas para que fique cremoso e não seco.

Experimente e, se precisar, corrija o sal. Tempere com pimenta do reino, coloque o queijo coalho e o coentro. Misture tudo e, para finalizar seu rubacão, tampe a panela e espere uns cinco minutos para o queijo derreter. Sirva em seguida.

Estas quantidades servem duas porções bem caprichadas de rubacão.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

O que você achou? Tem alguma dúvida? Fez e quer comentar? Fique a vontade para escrever também.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram

%d blogueiros gostam disto: