Você está aqui:  / Blog Editora-Chef / Comer fora / Matinais / Top 5 cafés da manhã no Rio de Janeiro (+ 2 bônus)

Top 5 cafés da manhã no Rio de Janeiro (+ 2 bônus)

Jpeg

Eu, definitivamente, não sou uma pessoa da manhã. Acordar cedo, para mim, sempre foi um dos maiores sacrifícios e sou capaz de trocar quase tudo por alguns minutos a mais na cama antes de levantar. Por outro lado, amo looongos cafés da manhã ou então um bom brunch, com tempo suficiente para degustar deliciosas comidinhas enquanto leio o jornal, folheio uma revista ou coloco a timeline do Facebook em dia.

Como durante os dias úteis a manhã é super corrida, com os minutos contados exatamente para que eu não precise acordar tão mais cedo, aproveito os fins de semana e principalmente as férias para preencher demoradamente as manhãs de folga com minha refeição preferida do dia.

Em meus dias no Rio de Janeiro, fiz questão de programar cafés da manhã caprichados, com direito a cardápios especiais e paisagens ainda mais incríveis. Como a seleção foi nota 10, resolvi registrar aqui para compartilhar as dicas com vocês.

 

Jpeg

Café da manhã no Forte de Copacabana

Este foi, definitivamente, o melhor café da manhã que provei no Rio de Janeiro. Não apenas pelas delícias do cardápio, mas também pela vista maravilhosa. Para entrar no Forte de Copacabana, há uma taxa de R$ 6 que realmente compensa pela paisagem e também pela visita ao museu do Forte e à cúpula dos canhões que permite uma visão ainda mais completa da orla de Copacabana e do Arpoador.

Para o café da manhã, há duas cafeterias: a tradicional Confeitaria Colombo e o Café 18 do Forte. Escolhi a Colombo, mas a vista do outro café me pareceu melhor. De qualquer forma, o menu da Colombo foi o melhor que experimentei e, para mim, teve o melhor custo-benefício de todos os desta lista.

Entre as opções do cardápio, ficamos com o Café da Manhã Light que de light não tem muito e pode ser para 1 ou 2 pessoas — R$ 48,90 o duplo, super bem servido com duas bebidas quentes que podem ser expresso, pingado, chocolate quente ou capuccino (preferi o último, incrivelmente cremoso), dois sucos de laranja, iogurtes, granola, cesta de pães, manteiga, cream cheese, mel, geleia, muito queijo branco, muito peito de peru defumado, uma generosa porção da famosa torrada Petrópolis, fatias de bolo e petit fours doces. Além desta opção, há outros combos e itens avulsos para você montar seu próprio banquete.

Dica super importante: chegue cedo, de preferência antes das 10h. Garanto que vale mais a pena esperar os portões do forte abrirem do que aguardar as pessoas esvaziarem as mesas lotadas de comida gostosa. 😉

Forte de Copacabana
Praça Coronel Eugênio Franco n.º 1 — Posto 6 — Copacabana — Rio de Janeiro/RJ
De terça a domingo e feriados, das 10h às 19h30.

 

Jpeg

Café da manhã no Parque Lage

Faz muito tempo que eu queria conhecer o palacete do Parque Lage, onde fica a Escola de Artes Visuais. Acho que foi no Instagram que vi umas fotos lindas, resolvi pesquisar o que era e descobri essa lindeza que já foi cenário de clipe, palco de casamento e vive aparecendo em ensaios fotográficos.

Aliás, planejei meu café da manhã num domingo, para que eu pudesse aproveitar mais um pouco da manhã por ali, no jardim, mas cheguei e o palacete estava fechado — depois descobri que à noite aconteceria o casamento do comediante Paulo Gustavo, que deixou um pouco da decoração para trás como pode ser visto na foto. Portanto, minha dica é: ligue lá e confirme antes de chegar e ter que voltar.

Como queria MUITO conhecer, voltei no dia seguinte e tomei meu café da manhã lá com cesta de pães, um pedaço enorme de bolo, requeijão cremoso, geleia, bebida quente (café expresso, cappuccino ou chocolate quente) e um suco por R$ 26,90. Não achei nada muito especial além do lindo cenário, apesar de estar tudo gostoso.

Na segunda-feira, o espaço estava bem tranquilo e vazio, mas as mesas são super disputadas durante o fim de semana. Por isso, programe-se para chegar cedo!

Após o café, os mais dispostos podem fazer uma trilha que sai do parque e vai até o Corcovado pela floresta da Tijuca. E, quem preferir, pode trocar o café por um pic-nic embaixo de uma das árvores do lindo jardim. A entrada no parque é gratuita.

Plage Café (Parque Lage)
R. Jardim Botânico, 414 — Jardim Botânico — Rio de Janeiro/RJ
Segunda a sábado, das 9h às 23h; domingo, das 9h às 17h.

 

Jpeg

Café da manhã no Cafeína

O Cafeína é um misto de padariazinha com café, com um clima bastante aconchegante. O “point” tradicional das manhãs cariocas tem diversas opções de café da manhã (de R$ 17,90 a R$ 76,50, uma versão caprichada para duas pessoas), mas eu escolhi a de R$ 24,90 com bebida quente (pedi o capuccino mas poderia ser expresso ou chocolate quente), suco de laranja, mini baguete quentinha e crocante, queijo branco, peito de peru, manteiga, geleia e um requeijão maravilhoso.

A porção é suficiente com todos os itens bem fresquinhos, o ambiente é muito agradável e o atendimento foi impecável (coisa rara no Rio de Janeiro, infelizmente). Gostei e recomendo, apesar de não ter nada assim tão diferente.

Cafeína
Rua Barata Ribeiro, 507 — Copacabana– Rio de Janeiro/RJ (há outros endereços pela cidade)
Diariamente das 8h às 23h.

 

Jpeg

Café da manhã no Pão & Cia

Depois da minha primeira tentativa frustrada do café no Parque Lage, voltei para Copacabana sem muito rumo e com muita fome. Confesso que apelei para o Foursquare em busca de boas indicações para evitar rodar sem rumo e acabei gostando dos elogios ao Pão & Cia, uma rede de franquias que ainda não chegou a São Paulo — uma espécie de Bella Paulista sem o raio gourmetizador.

Ao entrar, a gente já é recebido por um bufê repleto de coisas gostosas: pães de todos os tipos que se pode imaginar, bolos e tortas, doces e salgadinhos, iogurtes, frutas, frios, granola, geleias, requeijão e cream cheese, manteiga e muito mais. O difícil é resistir e não pegar um pouquinho de cada — principalmente com a fome que eu já estava.

Para beber, pedi um suco de abacaxi (que já veio com um copinho de gelo sem nem precisar implorar mil vezes para a garçonete!) e um expresso com leite pequeno. Tudo isso que está na foto ficou em R$ 23,60, com os itens do bufê cobrados por quilo e os acompanhamentos avulsos (iogurte, granola, cream cheese e manteiga).

Pão & Cia
Rua Raimundo Correia, 9 — Copacabana — Rio de Janeiro/RJ (há outros endereços pelo Brasil todo)
De segunda a domingo, das 7h às 22h.

 

Jpeg

Café da manhã na Confeitaria Colombo

Acho que não poderia ficar fora desta lista a Confeitaria Colombo, mas ela aparece por último porque foi uma das minhas maiores decepções no Rio de Janeiro. Infelizmente.

Já ao chegar ao enorme (e lindo, de fato!) salão, há uma fila de espera para que a hostess te receba e anote sua “reserva” — aguardei mais de 15 minutos para que ela conseguisse falar comigo, entre tantos grupos de gringos e famílias barulhentas. Mesmo estando sozinha, esperei mais 20 minutos para conseguir sentar em uma mesinha isolada no cantinho e esperar por mais uns 15 para o garçom conseguir chegar à mesa com o cardápio.

Ao ver os preços, juro que pensei em desistir! As mesmas opções de café da manhã servidas na Colombo do Forte de Copacabana custam mais que o dobro na unidade mais famosa. Quase uma hora depois de ter entrado na confeitaria, acabei pedindo umas Torradas Petrópolis com geleia, mel e manteiga com cappuccino (R$ 27) para não sair com fome. Mais uma meia hora de espera para o pedido chegar e outra decepção: torradas frias e o cappuccino que em nada lembra o delicioso e cremosíssimo que provei dias antes no Forte. Ao pedir a conta — precisa dizer? — ainda mais demora.

Resumo da ópera: paguei muito mais caro por um “quase” café da manhã, esperei mais que o dobro de tempo e saí completamente decepcionada com este ícone carioca.

(Não vou nem colocar o endereço pois não recomendo de forma alguma. Aliás, passem bem longe!)

 

Bônus:

Para compensar a decepção com a Confeitaria Colombo, resolvi incluir na lista dois bônus, que merecem menção honrosa.

 

BazzarCafe_Divulgacao

Café da manhã no Bazzar da Livraria da Travessa

Livrarias são, para mim, os lugares mais aconchegantes que existem, independente da parte do mundo em que elas estejam. Cafés em livrarias, então, são a combinação perfeita. Mas confesso que o cardápio do Bazzar Café deixa tudo isso ainda mais especial — e ele não se resume apenas ao café da manhã, mas contempla também sanduíches e pratos quentes, além de sobremesas maravilhosas.

Passei por lá num final de tarde e experimentei um sanduíche divino (com queijo de cabra, pesto, pasta de beterraba com castanhas e rúcula no pão preto artesanal servido com batatas fritas sequinhas e um molho INCRÍVEL de alcaparras com cebolinha). Mas já está na lista para alguma manhã preguiçosa em uma próxima oportunidade na cidade maravilhosa.

Para um desjejum caprichado, o menu inclui cafés especiais, sucos, ovos mexidos cremosos, croque monsieur, muffins, salada de frutas com mel, mix de mini pães com frios, cream cheese e geleias. Preço: R$ 29 (individual) ou R$ 53 (para dois).

Bazzar Café na Livraria da Travessa
Rua Visconde de Pirajá, 572 — Ipanema — Rio de Janeiro/RJ
Sábados e domingos, das 10h às 12h. (Na unidade do Leblon, o café é servido apenas aos sábados.)

 

AntoniaCasaECafe_ReproducaoFacebook

Café da manhã no Antonia Casa & Café

Foi por acaso, em meio às minhas andanças por Copacabana, que encontrei esta charmosa lojinha de decoração que divide o espaço com um cantinho de café e delícias. Uma vitrine linda, as mesinhas na calçada de uma rua que até parece praça e um ar europeu dão o toque para um café da manhã encantador.

No meio das peças expostas para venda fica uma mesa recheada de comidinhas gostosas: pães, bolos, tortas, salgados e doces, frios, queijos e geleias vendidos por quilo a R$ 37,90 kg. Caso prefira, há outras opções em um balcão de sobremesas e também um cardápio com cafés especiais, sanduíches, saladas, cervejas nacionais e importadas e vinhos.

Antonia Casa & Café
Rua Dias da Rocha, 9, loja B — Copacabana — Rio de Janeiro/RJ
Sábados, domingos e feriados, a partir das 9h.

 

Queria muito ter incluído um café da manhã no Copacabana Palace, mas fiquei com dó de investir mais de R$100 em uma refeição que não valeria taaanto a pena, a não ser pelo status de dizer que já teria experimentado o mesmo café que tantos artistas e famosos tomaram em suas visitas à cidade maravilhosa. Quem sabe um dia, né? 😉

Ah, e se tiverem dicas de cafés da manhã especiais pelo mundo, por favor compartilhem! Adoraria conhecê-los também.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

2 Comentários

  • Isabele

    /

    O café da manhã da Casa da Tata não poderia ficar de fora! Tudo maravilhoso! Obrigada pelo post!

  • Luciana Carpinelli

    /

    Oi, Isabele.
    Não conheco a Casa da Tata. Pode me passar mais informações? Assim incluo na próxima visita ao RJ.
    Beijo 🙂

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados ( obrigatório )

um × um =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram