Você está aqui:  / Blog Editora-Chef / Doces, bolos e sobremesas / Rosquinhas da vó Ninha

Rosquinhas da vó Ninha

Não pode mais farinha de trigo, nem a integral, porque contém glúten. Leite só se for desnatado e sem lactose, claro. U-MA-XÍ-CA-RA de açúcar, tá louca? Fritura de jeito nenhum, imagina! Margarina, então, melhor nem comentar.

Pode rosquinha frita e depois passada no açúcar com canela, que ninguém mais faz, em plena quarta-feira? Pode sim! É claro que pode e que, inclusive, isso é super saudável.

Porque é claríssimo que a gente pode e deve celebrar uma deliciosa tarde de férias na cozinha, relembrando a receita da bisa e criando novas lembranças de experiências, de momentos felizes, de sabores e de afetividade. Por que não poderia?

Sabe o que é mais importante do que a quantidade de calorias ou carboidrato desta receita? O quanto de amor que a gente exerce e aprende enquanto prepara uma receita de família, anotada no caderninho com a letra da mãe. Porque é assim que surge o embrião da vontade de se começar a montar o seu próprio repertório de receitas — seja uma cópia das preparações preferidas da mãe ou do blog da tia ou daquele programa de TV.

Mais importante que discutir se tem como substituir a farinha por farelo de aveia e o açúcar por adoçante, é avaliar o sentimento que aquela comida provoca na gente.

Como diz nossa querida nutri Raquel Labonia, tudo que é restrito, proibido e rotulado como ruim pode gerar sentimentos de tristeza, raiva e frustração, desencadeando uma relação conturbada com o alimento e aumentando a chance de perda de controle. Ao mesmo tempo, descobrir e explorar a sua cozinha afetiva é uma ótima forma de mandar sinais positivos ao cérebro — o que acaba até favorecendo que a gente coma menos!

Ou seja, saboreie feliz as comidinhas que te trazem lembranças saborosas. Sem contar que botar a mão na massa ainda gasta calorias! 😉

Como eu sempre repito, o grande segredo da vida é o equilíbrio. E esse tipo de ocasião especial que acontece de vez em quando faz parte de uma vida feliz e saudável.

Além disso, não há nada mais gostoso do que acrescentar uma porção exagerada de AMOR ao seu prato (seja ele de salada ou de rosquinhas da Vó Ninha).

Rosquinhas da vó Ninha

3 xícaras de farinha de trigo
1 xícara de açúcar
1 colher de sobremesa de fermento em pó (químico ou de bolo)
1 colher de sopa de margarina (ou manteiga)
2 ovos
1 colher de sopa de leite (ou um pouco mais, se necessário)
1 pitada de noz moscada ralada
Óleo vegetal para fritar
Açúcar e canela para polvilhar

Em uma tigela, misture todos os ingredientes (lembre-se de quebrar um ovo de cada vez em uma tigelinha separada pois, se um estiver estragado, não estraga todos os outros ingredientes). Se precisar, vá pingando mais um pouco de leite até dar ponto de abrir (massa maleável, que não gruda).

Unte uma superfície limpa com um pouco de farinha e abra a massa com um rolo. Use dois copos, um com boca bem larga e outro com boca menor, para cortar as rosquinhas. Caso prefira, use cortadores de biscoito.

Em uma panela alta, aqueça cerca de 2 ou 3 dedos de óleo. Eu costumo colocar um palito de fósforo apagado dentro do óleo, assim quando ele acende sei que já está na temperatura certa para usar. Aos poucos, vá fritando as rosquinhas. Quando estiverem douradas, retire com cuidado usando uma escumadeira e deixe escorrer em papel absorvente.

Misture um pouco de canela no açúcar e polvilhe as rosquinhas da vó Ninha antes de servir. Eu costumo usar uma proporção de 1/4 de xícara de açúcar para 1 colher de chá de canela, mas sugiro ir acrescentando canela aos poucos até o ponto de sua preferência.

Estas quantidades rendem uma travessa de rosquinhas. <3

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

O que você achou? Tem alguma dúvida? Fez e quer comentar? Fique a vontade para escrever também.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram

%d blogueiros gostam disto: