Você está aqui:  / Arroz e Risotos / Reaproveitamentos / Arroz frito oriental

Arroz frito oriental

Arroz frito é um prato típico oriental e também uma excelente forma de reaproveitar as sobras de arroz e deixá-las com uma cara totalmente diferente do “soborô”. E o melhor é que fica pronto assim bem rapidinho mesmo e usando somente uma frigideira ou wok.

Eu usei, além de cebola, alho e gengibre refogados no óleo de gergelim, cenoura, vagens, pimenta dedo de moça e um lombo para enriquecer um pouquinho mais o prato.

O segredo é caprichar nos temperos e, por aqui, fui de curry japonês com mais um pouco de cúrcuma ou açafrão da terra, coentro em pó e mostarda em pó — fica tão saboroso que nem precisa de muito sal (se quiser, pode colocar um pouco mais de shoyo). Aí é só juntar o arroz já cozido, preferencialmente de ontem, e pronto.

Para finalizar o prato, um ovo frito de gema mole e não precisa mais nada!

Arroz frito oriental

2 colheres de sopa de óleo de gergelim torrado
1 bife de lombo de porco em cubinhos
1/2 cebola grande em cubinhos
1 dente de alho amassado ou bem picadinho
1 colher de chá de gengibre ralado
1/2 pimenta dedo de moça em tirinhas (sem sementes se preferir menos picante)
1 colher de chá de açúcar
1 colher de café de curry
1 colher de café de cúrcuma
1 colher de café de mostarda em pó (opcional)
1 colher de café de coentro em pó (opcional)
1/2 xícara de legumes em cubinhos (cenoura, vagem, ervilhas, milho, couve flor etc.)
1 colher de sopa de molho shoyo
3 colheres de sopa de água
1 xícara de arroz cozido
Sal e pimenta do reino a vontade
Cebolinha fatiada bem fininha para servir
Ovo frito para servir

Aqueça uma frigideira grande ou wok em fogo médio e coloque 1 colher do óleo de gergelim. Junte o lombo e deixe dourar todos os lados sem ficar mexendo muito. O objetivo é deixar um fundinho tostado no fundo.

Quando a carne mudar de cor, afaste a carne para as laterais e no centro acrescente o restante do óleo de gergelim, a cebola, o gengibre, a pimenta, o açúcar e os temperos e deixe refogar. Quando começar a dourar, adicione os legumes (eu usei cenoura e vagem) e regue com o shoyu e a água. Misture tudo, tampe e deixe cozinhar por uns 5 minutos.

Destampe, coloque o arroz e misture mais uma vez, aproveitando a cor do fundo da panela para temperar e dar sabor ao arroz. Prove e, se precisar, corrija o tempero com sal e a pimenta do reino. Salpique com a salsinha e sirva em seguida.

Estas quantidades servem duas boas porções que valem por uma refeição. Eu acompanhei de ovos fritos.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

O que você achou? Tem alguma dúvida? Fez e quer comentar? Fique a vontade para escrever também.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram

%d blogueiros gostam disto: