Você está aqui:  / Arroz e Risotos / Arroz de coco com castanhas

Arroz de coco com castanhas

Não tem época com mais polêmica em torno do arroz do que o Fim do Ano. Todo mundo esquece a questão sobre ele ser soltinho ou papa e foca nas passas. Não tem jeito, de uma forma ou outra você acaba defendendo ou atacando a tradição das ceias de Natal e Ano Novo.

Para evitar a briga, uma saída é pedir que cada um leve sua marmita com o arroz preparado de sua forma preferida ou então escolher uma receita mais “neutra”, digamos assim.

Neste caminho, uma boa sugestão é este arroz de coco com castanhas, que fica levemente cremoso e, com as castanhas, ganha um toque crocante que equilibra bem. O sabor é suave e combina bem com os assados costumeiros. E, já que o arroz é mais molhadinho, não fica aquela maçaroca seca de arroz simples com farofa que todo mundo também reclama.

Arroz de coco com castanhas

1 xícara de arroz
1/2 cebola em cubos
1 dente de alho amassado ou picadinho
1/2 xícara de leite de coco
1 1/2 xícara de água fervente
1 folha de louro
1/2 xícara de castanhas picadas (usei castanhas do Pará)
Azeite e sal a vontade

Aqueça um bom fio de azeite em uma panela não muito grande. Junte a cebola e o alho e refogue até que fique transparente (sem deixar dourar).

Adicione o arroz e misture bem para que todos os grãos fiquem untados com o azeite. Regue com a água quente, acrescente o leite de coco e misture novamente.

Coloque a folha de louro na água e tempere com uma pitada de sal. Abaixe o fogo e deixe cozinhar com a panela semitampada por cerca de 15 minutos ou até o líquido secar.

Desligue o fogo e deixe a panela tampada por 5-10 minutos para que termine o cozimento. Antes de servir, junte as castanhas e solte o arroz com um garfo.

Estas quantidades servem até quatro porções, dependendo dos acompanhamentos.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

O que você achou? Tem alguma dúvida? Fez e quer comentar? Fique a vontade para escrever também.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram

%d blogueiros gostam disto: