Você está aqui:  / Doces, bolos e sobremesas / Canjica (ou mungunzá doce) com amendoim

Canjica (ou mungunzá doce) com amendoim

CanjicaComAmendoim_CozinhandoPara2ou1

Comida de vó tem um poder especial de confortar e fazer aquele afago na alma. Esta canjica, a receita mais tradicional que eu conheço, é uma delas.

Minha vó Nair sempre fazia canjica, independente da época do ano. Preparava aquele pote enorme que ficava na geladeira e a gente esquentava na hora em que a vontade surgia, principalmente no inverno, nas férias de julho. Com a caneca quentinha, a gente sentava no sofá para assistir filmes à tarde.

Com as Festas Juninas, acabei revendo as publicações temáticas aqui do blog e percebi que já tinha postado duas receitas diferentes de canjica [uma Canjica ou mungunzá doce com calorias reduzidas e uma Canjica ou mungunzá doce com especiarias (sem lactose)] mas justamente esta mais simples ainda não estava aqui. Portanto, antes tarde do que nunca, ela chega para ficar. 🙂

Canjica (ou mungunzá doce) com amendoim

250g. de milho para canjica ou mungunzá (branco ou amarelo)
750ml. de leite
1 lata de leite condensado
1 xícara de água
1/2 xícara de amendoim torrado e picado

Para preparar a canjica, deixe o milho de molho em água por pelo menos umas 4 horas — preferencialmente de um dia para o outro.

Depois, é só escorrer bem a água e colocar o milho com todos os outros ingredientes (menos o amendoim) em uma panela de pressão. Misture bem, tampe e leve ao fogo alto. Quando ela pegar pressão e começar a chiar, abaixe o fogo para o mínimo e conte 35 minutos. Para cozinhar em uma panela comum, deixe em fogo baixo com a panela semi tampada e mexa de vez em quando até que o milho fique macio.

Após o tempo de cozimento, espere a pressão sair antes de abrir a panela. Junte, então, o amendoim picado (eu gosto de deixar alguns bem picadinhos e outros inteiros ou menos picados) e misture bem. Prove e, se quiser, adoce um pouco mais (eu acho que não precisa, mas tem quem prefira mais doce).

Se quiser, retorne a panela destampada ao fogo para engrossar, sempre mexendo. Eu gosto de canjica com menos caldo, mas se preferir com mais caldo, acrescente leite a gosto após o cozimento.

Esta quantidade rende entre 4 e 6 porções. Mantenha na geladeira em pote bem fechado por até 4 dias.

Eu costumo colocar a porção que vou consumir em uma caneca e aquecer no microondas. Para mim, a canjica substitui o café da manhã, o lanche da tarde, a sobremesa à noite depois de uma boa salada…

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

1 Comentário

  • Cris

    /

    Eu nunca tinha comido canjica mas resolvi experimentar e adorei, muito parecido com arroz doce. Vou fazer mais vezes com certeza.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados ( obrigatório )

seis − cinco =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram