Você está aqui:  / Bebidas / Matinais / Leite queimado com poejo

Leite queimado com poejo

A cozinha afetiva nada mais é do que uma receita, preparação, ingrediente, situação, aroma ou sabor que remeta a um sentimento bom. É uma forma de termos amor, conforto e nostalgia, que pode ser relacionado à família, amigos ou colegas de trabalho, por exemplo. Basicamente uma lembrança gostosa.

Este leite queimado com poejo é pura cozinha afetiva, um belo exemplo prático dela. Ele me lembra dos dias mais frios, quando minha irmã e eu ficávamos gripadas e minha vó e minha mãe costumavam preparar para a gente. Um carinho em forma de alimento.

Eu amava o sabor mas o que pegava mesmo era ter que beber bem quente para “matar” os bichinhos que deixavam a garganta dolorida e o nariz entupido. Então ia tomando devagarzinho, aproveitando e, ao mesmo tempo, fazendo hora para o leite esfriar um pouco e descer como um carinho por dentro.

O poejo (Mentha Pulegium) é uma erva medicinal, também conhecida como hortelãzinho, que é muito utilizada no combate às gripes e resfriados, melhorando as condições de tosse, congestão nasal, coriza, catarro e febre. Por isso ele é tão importante nesta receita. É daquelas ervinhas que a gente precisa ter em casa em um vasinho, mas caso não o encontre por aí, você pode substituir por hortelã ou menta.

Dica de família que passa de mãe para filha e agora de mim para vocês. 😊

Leite queimado com poejo

1/2 colher de sopa de açúcar
2 ramos de poejo fresco
1 xícara de leite (de vaca ou vegetal)

Em uma panela ou leiteira alta, coloque o açúcar (eu uso o demerara) e leve ao fogo baixo para derreter. Antes de dourar, coloque as folhas de poejo (ou hortelã ou menta, se não tiver) e espere o açúcar derretido ficar com cor de guaraná.

Tire a panela ou leiteira do fogo e coloque o leite (tenha cuidado porque se ele estiver muito mais frio que o açúcar derretido, pode espirrar).

Retorne ao fogo baixo, mexendo até o caramelo dissolver completamente.

Sirva ainda bem quentinho para “tirar a friagem” do corpo, com o leite coado ou não.

Se quiser, você pode colocar um pedaço de canela em pau, cravo, anis estrelado, erva doce… o que quiser! Fica uma delícia.

Estas quantidades rendem uma porção.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

2 Comentários

  • Fabiana

    /

    Lembrei da minha vó e bateu a saudade. Por essa receita afetiva e, por tantas outras que amo seu blog. Obrigada.

  • Luciana Carpinelli

    /

    Eu que agradeço o carinho, Fabiana!
    Espero que você faça a receita e ela ajude a aliviar um pouquinho sua saudade <3

O que você achou? Tem alguma dúvida? Fez e quer comentar? Fique a vontade para escrever também.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram

%d blogueiros gostam disto: