Você está aqui:  / Calorias reduzidas / Matinais / Sem lactose / Panqueca de aveia fermentada (sem leite)

Panqueca de aveia fermentada (sem leite)

Uma das coisas que eu mais gosto em publicar receitas aqui e compartilhar um pouquinho da minha vida nas redes sociais é a troca com quem me acompanha. São dicas, experiências, depoimentos e também sugestões de receitas para eu testar.

Desta vez foi a Bárbara Lamas que me chamou para dizer que a Panqueca de aveia fermentada era a minha cara e que eu precisava experimentar. Pois experimentei e adorei!

Essa receita é da Carol do blog Cebola na Manteiga. Segundo ela, regula o intestino por ser cheia de fibras, tem funções imunológicas, conta com vitaminas e minerais antioxidantes e além de tudo isso evita a sobrecarga de glicose e de insulina, que é o hormônio que leva os compostos açucarados do sangue para nossas células.

Panqueca de aveia fermentada

Aveia em flocos médios ou grossos
Água filtrada

Além desses dois ingredientes, você precisa de um pote com fechamento hermético. A quantidade de aveia e água vai depender do tamanho do pote.

Encha 2/3 do pote com a aveia e cubra com água filtrada deixando cerca de um dedo de espaço até a tampa.

Importante: com a aveia em flocos finos, a receita acaba dando errado muitas vezes pois vira uma papa.

Feche bem o vidro com a tampa e sacuda bastante até o líquido ficar esbranquiçado. Como a aveia absorve a água, se secar demais, acrescente um pouco mais. A aveia deve ficar bem úmida, sem ficar líquida demais.

Deixe o pote tampado fora da geladeira por pelo menos três dias para que o processo de fermentação se inicie. Lembre-se de sacudir o pote todos os dias, pelo menos uma vez por dia. Após esse tempo, guarde o pote na geladeira para desacelerar a fermentação (ela acontece com o calor).

É só isso mesmo, as bactérias vão fazer todo o trabalho para você, até a consistência da massa ficar mais grossa e um pouco babenta.

Se o tempo estiver muito quente, pode ser que a água se separe da aveia. Basta escorrer com cuidado um pouco da água e agitar bem novamente que ela volta à consistência certa.

Atenção: a fermentação deixa os alimentos com um cheirinho de azedo (como iogurte, kombucha, pão de fermentação natural). Com o tempo a gente se acostuma.

Com a massa pronta, é só preparar a panqueca. Chacoalhe bem o pote e coloque de 4 a 5 colheres de sopa da massa em uma frigideira antiaderente. Nem precisa untar.

Ligue o fogo no mínimo e coloque a frigideira bem no centro. Quando começar a tostar na parte de baixo, vire a panqueca e espere tostar o outro lado. O centro fica ainda um pouco macia (isso não significa que está crua, lembre-se que o processo de fermentação por si só já “cozinhou” a aveia).

Como o sabor da aveia é neutro, você pode rechear como quiser, com ingredientes doces (frutas, pasta de amendoim, geleias etc.) ou salgados (queijos, hommus, molho pesto etc.).

Na foto, servi com rodelinhas de banana, melaço de cana e amêndoas picadas. Uma delícia! <3

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

O que você achou? Tem alguma dúvida? Fez e quer comentar? Fique a vontade para escrever também.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


@CozinhandoPara2ou1 no Instagram

%d blogueiros gostam disto: