Você está aqui:  / Saladas e molhos / Salada com figo, nozes e pato

Salada com figo, nozes e pato

Eu amo uma boa salada. E gosto mais ainda quando ela pode substituir uma refeição daquele jeito que mata a fome de uma forma deliciosa e, de preferência, bonita aos olhos. Como esta salada com figo, nozes e pato.

É por isso que eu sempre capricho bastante ao montar pratos de salada. Primeiro porque acredito muito que o visual é super importante. Segundo porque eu adoro usar os ingredientes mais diferentes que eu tiver à mão.

Com um peito de pato curado maravilhoso à disposição, pensei em mil formas de preparar. No meio de tantas possibilidades, resolvi escolher ingredientes que funcionariam como uma moldura para o pato. Folhas simples, rabanete, nozes e um molho de mostarda transformaram-se em um prato interessante, cheio de texturas e sabores. E teve o pato maravilhoso para arrematar.

Fica aqui a dica para, quem sabe, uma ceia especial e super leve para quem está preferindo opções menos pesadas.

Salada com figo, nozes e pato

Folhas sortidas
1 rabanete em rodelas finas
1 figo
Nozes
Magret de pato em fatias finas

Para o vinagrete de mostarda:
1 colher de sopa de mostarda (preferencialmente dijon ou rústica)
1 colher de sopa de azeite
1 colher de chá de vinagre
Sal e pimenta do reino a vontade

Lave bem as folhas e deixe escorrer sobre um pano de prato limpo. Lave o rabanete e corte fatias finas (use um mandolin para ficarem bem fininhas). Lave também o figo. Corte fatias finas do pato.

Prepare o vinagrete colocando os ingredientes em um pote com tampa e chacoalhe bem até ficar tudo muito bem integrado.

Arrume uma cama com as folhas e distribua as fatias de rabanete e as nozes. Corte o figo em quatro partes e arrume sobre a salada. Por fim, junte as fatias do pato.

Sirva sua salada com figo, nozes e pato com o molho. As quantidades dependem da fome de quem vai comer, mas recomendo servir cerca de 150-200g. de pato por pessoa.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados ( obrigatório )

3 + 4 =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram