Você está aqui:  / Saladas e molhos / Segunda Sem Carne / Vegana / Vegetais / Vegetariana / Salada de broto de feijão com molho de gengibre

Salada de broto de feijão com molho de gengibre

Comer salada todos os dias só não enjoa se a gente variar na preparação, seja na escolha dos ingredientes, na forma de preparação ou no tempero. Esta salada de broto de feijão com molho de gengibre é uma ótima ideia para mudar um pouco o cardápio.

Acho que não é novidade que sou totalmente fascinada pela culinária oriental, principalmente pela comida japonesa. Por isso, qualquer coisa já é desculpa para abusar das influências de lá.

O broto de feijão é um grão germinado, ou seja, uma semente de feijão que iniciou a fase de transformação para gerar uma nova planta. Por isso, seu valor nutricional está com a máxima potência, com muito mais vitaminas, minerais e aminoácidos. Com este molho refrescante, fica muito saboroso.

Salada de broto de feijão com molho de gengibre

250g. de broto de feijão (moyashi)
1 colher de chá de gengibre ralado (com o suco que escorre dele)
1 colher de sopa de óleo de gergelim (ou azeite)
1 colher de sopa de vinagre de arroz
1 colher de chá de açúcar
1 pitada de chá de sal
Cebolinha picada para finalizar

Coloque uma panela com bastante água para ferver.

Lave bem o moyashi em água corrente e coloque na água fervente e conte 1 minuto. Escorra bem e espere esfriar.

Enquanto isso, misture todos os demais ingredientes para formar um molho bem integrado. Se achar muito grosso, pode dissolver com gotinhas de água gelada aos poucos.

Coloque o broto de feijão cozido em uma tigela grande, regue com o molho e misture delicadamente para espalhar bem os sabores.

Por fim, junte a cebolinha, misture mais uma vez e sirva em seguida.

Estas quantidades rendem duas boas porções da salada de broto de feijão com molho de gengibre (até 4 como entradinha).

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

O que você achou? Tem alguma dúvida? Fez e quer comentar? Fique a vontade para escrever também.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


@CozinhandoPara2ou1 no Instagram


%d blogueiros gostam disto: