Você está aqui:  / Como fazer / Doces, bolos e sobremesas / Como fazer naked cake (ou bolo “pelado”, sem cobertura)

Como fazer naked cake (ou bolo “pelado”, sem cobertura)

ComoFazerNakedCake

A última moda nas festas tem sido os bolos sem cobertura (bolos “pelados” ou naked cakes) e para o meu aniversário resolvi que faria um. A boleira da família sempre foi minha irmã, mas quis arriscar. Fiz uma pesquisa de ideias no Pinterest e pedi algumas dicas para a Marianne Mallemont, especialista em delicious e lindos bolos decorados, antes de decidir quais ingredientes usaria. E confesso que o resultado ficou muito melhor do que esperava — e mais fácil do que imaginava.

Como foram tantos os elogios e pedidos, resolvi contar aqui como fiz cada etapa do meu bolo. 🙂

Sou uma pessoa muito indecisa: escolher uma coisa significa não escolher muitas outras e é aí que a coisa pega. Por isso, acabei montando praticamente um buffet self service festivo: massa integral de iogurte e de chocolate, recheio de baunilha com morangos e caldas de chocolate com avelãs, frutas vermelhas e limão siciliano para acompanhar.

O primeiro segredo para o naked cake é o bolo fofinho. Para a base da massa a receita escolhida foi a do Bolo Fofinho de Iogurte, um dos poucos que eu acerto fazer. Fiz uma receita com metade da farinha integral e metade do açúcar mascavo para o bolo maior. Para o menor, fiz meia receita e acrescentei 3 colheres de sopa de chocolate em pó. Você pode escolher o seu bolo preferido: chocolate, coco, laranja, banana, nozes etc. O bolo pode ser assado no dia anterior, mas deve ser montado o mais próximo possível da hora de servir.

O segundo segredo, é deixar a massa molhadinha, já que não teremos uma cobertura. Você pode usar licores, sucos de frutas, leite adoçado, leite condensado dissolvido em leite, leite com chocolate, leite de coco e o que mais sua criatividade quiser. Como já faria as três caldas, pulei essa fase — cada um umedeceria o seu pedaço com a calda preferida.

O recheio também vai depender da sua preferência: doce de leite, brigadeiro branco ou preto, creme de avelãs ou de pistache, mousses de frutas, cremes e chantili. Como já teria as caldas diferentes, optei por um creme mais neutro, de baunilha.

Ingredientes para o creme de baunilha:
2 xícaras de leite
1 gema
2 colheres de sopa de maisena
4 colheres de sopa de açúcar
2 colheres de sopa de extrato de baunilha

Para preparar o creme, misture bem o leite, a gema passada na peneira, a maisena e o açúcar em uma panela e depois leve ao fogo baixo, mexendo sempre até começar a engrossar. Retire do fogo e acrescente a baunilha. Cubra com plástico filme encostando na superfície para que não forme uma nata. Deixe esfriar um pouco.

Como o naked cake não tem cobertura (e justamente por isso é chamado de naked, ou “pelado”), a decoração geralmente é feita com frutas. A Mari me contou que o morango é uma das frutas que mais se conservam (assim como os mirtilos ou blueberries, que não encontrei no mercado) e, como eu teria de prepará-lo na manhã da minha festa, optei por ele para não correr o risco de ter meu bolo destruído na hora do Parabéns. Usei também algumas cerejas e framboesas que estavam na geladeira, só para colocar um pouquinho de cor.

Para o recheio, cortei os morangos em 4 partes. Para a decoração do prato, cortei pela metade e, para a decoração em cima do bolo, usei os maiores e mais bonitos inteiros e com o cabinho verde.

nakedcake_interno.jpg

Comecei montando meu naked cake colocando a massa integral de iogurte (o bolo maior) sobre um prato de vidro bonito para servir. No centro do bolo, espalhei 2/3 do creme do recheio e arrumei os morangos cortados em 4 por cima. Cobri com a massa de chocolate (o bolo menor), apertando com cuidado para que ficasse firme.

Sobre o bolo menor, coloquei o restante do creme e arrumei os morangos inteiros por cima. Ao redor do bolo maior, arrumei os morangos cortados ao meio. Para finalizar, peneirei açúcar de confeiteiro (pode parecer bobo, mas realmente dá um toque especial e deixa muito mais bonito. Só aconselho usar um pouco menos do que eu para não ficar exagerado.

Para deixar o bolo ainda mais bonito, coloquei o prato de vidro sobre um prato de alumínio decorado, que serviu como “moldura”.

As caldas que eu servi para que cada um escolhesse a(s) sua(s) preferida(s) foram: Calda de chocolate com avelã (Nutella)Calda de frutas vermelhas e a Calda de limão siciliano.

caldadelimao.png

Para a calda de limão siciliano:
100g. de leite condensado
1/4 xícara de leite
Raspas de 1 limão siciliano pequeno

Misture bem o leite condensado com o leite e leve ao fogo para engrossar até obter consistência de calda. Desligue o fogo e espere esfriar um pouco. Jogue as raspas do limão e deixe descansar. Antes de servir, misture bem.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

9 Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados ( obrigatório )

cinco × 4 =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram