Você está aqui:  / Bebidas / Mojito (drink cubano de rum com limão e hortelã)

Mojito (drink cubano de rum com limão e hortelã)

Mojito_CozinhandoPara2ou1

Quinta-feira é quase sexta-feira que já é o início do fim de semana. Portanto, não precisa nem de desculpa para já ir preparando um happy hour caprichado, né?

O mojito é, sem sombra de dúvidas, minha bebida favorita. Ganha do vinho, passa bem na frente da cerveja e derrota qualquer outro drink de lavada. Costumo dizer que o meu limite para álcool são dois mojitos — dose suficiente para me deixar alegrinha sem perder a compostura.

Ele é mais ou menos uma versão da nossa querida caipirinha, só que de origem cubana, e sua receita original é preparada com rum branco mas já ganhou diversas versões com vodka, tequila e até saquê. Eu prefiro não ousar na mistura porque para mim ela é simplesmente perfeita: equilibrada, super refrescante, com um toque azedinho no doce e bem leve. E, se você nunca provou, não perca tempo! 😉

Mojito (drink cubano de rum com limão e hortelã)

+/- 10 folhas de hortelã
1 colher de sopa rasa de açúcar
1/2 limão espremido
1 dose de rum branco (50ml.)
Cubos de gelo
Água com gás, club soda ou refrigerante de limão para completar

Separe as folhinhas de hortelã e esfregue-as dentro de um copo alto. Deixe-as no fundo dele, junte o açúcar e vá misturando e amassando com um socador ou com uma colher para retirar um pouco do sumo das folhas mas sem destruí-las.

Junte o caldo de limão, o rum e misture. Adicione pedras de gelo e complete o copo com a água com gás, o club soda ou, se preferir, o refrigerante (neste caso, não use açúcar para não ficar muito doce). Misture mais uma vez para integrar bem os sabores.

Sirva em seguida bem gelado. Se quiser, enfeite com uma rodela de limão ou com um raminho de hortelã.

Para não exagerar muito, escolha entre as 25 receitas de petiscos light para um happy hour leve.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados ( obrigatório )

treze + doze =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram