Você está aqui:  / Aves / Carnes / Reaproveitamentos / Polpetone recheado
Polpetone recheado Reviewed by Luciana Carpinelli on 6 de novembro de 2012 .

Acordei querendo um almoço bem gostoso mas não tinha quase nada em casa. Abri o…

Acordei querendo um almoço bem gostoso mas não tinha quase nada em casa. Abri o…

Rating: 0

Polpetone recheado

wpid-img_20121106_1225021.jpg

Acordei querendo um almoço bem gostoso mas não tinha quase nada em casa. Abri o congelador e lá estavam dois solitários hambúrgueres e um pacotinho de arroz. Adaptei a receita de polpetone e ficou quase melhor do que a original.

250g. de carne moída (ou 2 hambúrgueres congelados)
1/2 fatia de pão de forma (ou 2 colheres de sopa de aveia)
Temperos a gosto (pimenta do reino, ervas finas, molho inglês ou shoyo, páprica etc.)
1 colher de sopa de requeijão
2 colheres de sopa de queijos de sua preferência ralados para o recheio
2 conchas de molho de tomate
Queijo parmesão ralado a vontade

Misture bem a carne com o pão despedaçado/aveia e os temperos. Se preferir os hambúrgueres, espere-os descongelar antes de utilizá-los (o da foto eu fiz com hambúrguer de frango). Para o recheio, usei ricota defumada temperada que estava na geladeira, mas poderia ser muçarela, provolone, cheddar, parmesão, gorgonzola ou qualquer outro. O importante é acrescentar o requeijão para ficar cremoso.

Divida a mistura de carne em duas bolinhas achatadas, coloque os queijos no meio (como uma bolacha recheada) e feche com atenção as laterais para que o recheio não escape. Em uma frigideira bem quente, grelhe os dois lados com um fiozinho de azeite. Sirva com molho de tomate e queijo parmesão ralado por cima. Se preferir, você pode colocar o polpetone em uma travessa, cobrir com o molho e queijo ralado e deixar por 15 a 20 minutos ao forno médio pré-aquecido.

Esse polpetone acompanha muito bem uma massa ou arroz com batatas fritas, assadas, noisettes… e até aquelas chips de pacotinho. 😉

-23.548943-46.638818

Luciana Carpinelli

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

O que você achou? Tem alguma dúvida? Fez e quer comentar? Fique a vontade para escrever também.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Arquivos



@CozinhandoPara2ou1 no Instagram

Sair da versão mobile