You are here:  / Segunda Sem Carne / Sem lactose / Vegetais / Vegetariana / Talo de acelga empanado

Talo de acelga empanado

Jpeg

Eu adoro comer acelga e ela sempre aparece em casa, geralmente em receitas orientais (como o Yakisoba ou o Sukiyaki, por exemplo), mas também refogadinha com bastante alho. Neste segundo caso, costuma-se retirar os talos, que são mais firmes, e esta é uma ótima forma de utilizá-los como um acompanhamento diferente e super gostoso, muito próximo do Tempurá.

Como a acelga é uma excelente fonte natural de ferro e fósforo, e rica em vitaminas e outros minerais, ela pode ser uma boa opção para substituir as proteínas animais numa #SegundaSemCarne. Eu, particularmente, acho até que fica parecendo vusualmente um filezinho de peixe e duvido que alguém adivinhe o que tem dentro da massinha crocante.

Talo de acelga empanado

Talos de meio pé de acelga
1 ovo
de 1/2 a 1 xícara de farinha de trigo
Sal e pimenta do reino a vontade
Óleo para fritar

Depois de separar os talos das folhas de acelga, mergulhe-os em água fervente e deixe cozinhar até que fiquem macios (entre 10 e 15 minutos). Escorra-os em papel absorvente — se preferir, guarde em um pote bem fechado com tampa e mantenha na geladeira por até dois dias antes de usá-los. (Reserve esta água para o cozimento do arroz ou para preparar sopas.)

Coloque em um prato ou refratário o ovo, tempere com sal e pimenta, e bata-o com um garfo até começar a espumar. Acrescente aos poucos a farinha de trigo e vá misturando até obter uma massinha parecida com um mingau, pegajosa para aderir aos talos (a quantidade de farinha vai depender muito do tamanho do ovo utilizado).

ComoFazerTaloDeAcelgaEmpanado_CozinhandoPara2ou1

Em uma frigideira alta, aqueça um pouco de óleo para a fritura (mais ou menos um dedo de óleo).

Empane, então, cada um dos talos na massinha, espete-os com um garfo e deixe escorrer um pouco para tirar o excesso. Coloque-os um a um no óleo e espere dourar os dois lados. Escorra sobre papel absorvente e sirva a seguir.

Esta quantidade serve entre duas e três pessoas como acompanhamento.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

16 − um =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram