Você está aqui:  / Entradas e petiscos / Sanduíches / Nachos mexicanos (tortilhas crocantes de milho — tipo Doritos)

Nachos mexicanos (tortilhas crocantes de milho — tipo Doritos)

nachos_cozinhandopara2ou1.jpg

Depois que perdi o medo de fazer comida mexicana, decidi tentar aprender a preparar todos os meus pratos preferidos. Entre eles, é claro que não poderiam faltar os nachos: aquelas casquinhas crocantes para acompanhar cremes e molhos, tipo os Doritos. Ótima opção para acompanhar pastas e patês ou então para iniciar uma refeição temática.

Nachos mexicanos (tortilhas crocantes de milho — tipo Doritos)

1/4 xícara de farinha de milho fina
1/4 xícara de farinha de trigo
Água morna até dar o ponto (menos de 1/4 de xícara)
1 pitada de sal
1 colher de sopa de páprica defumada (opcional)
Pimenta do reino a vontade

Em uma tigela, misture as farinhas, o sal, a páprica, a pimenta do reino e acrescente colheres de água. Vá amassando bem até obter uma massa homogênea que desgruda da mão.

Estique um pedaço de filme plástico sobre a pia ou uma superfície lisa, coloque a massa no meio e cubra com outro pedaço de filme. Entre os plásticos, abra a massa bem fina com um rolo de macarrão (ou uma garrafa de vinho), retire do plástico e corte triângulos.

Dica: quanto mais fina ficar a massa, mais crocantes ficam os nachos (se a massa ficar grossa, ela pode inflar como um pastelzinho de vento). Por isso, se você tiver uma máquina para abrir massa fresca de macarrão, ela ficará ainda mais uniforme, fina e consequentemente, bem mais crocante.

Frite os pedaços de massa em óleo bem quente e escorra-os em papel absorvente: você terá os seus deliciosos nachos.

Aí é só serví-los com seus pratos mexicanos preferidos, muita pimenta ou uma Salsa mexicana (molho apimentado), um pouco de sour cream, de guacamole, de cheddar cremoso e se deliciar. Além disso, você pode, também, servir os nachos no lugar de torradinhas com patês e cremes de sua preferência.

Na foto, potinhos com Chilli con carne e molho cheddar.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

28 Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados ( obrigatório )

12 − oito =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram