Você está aqui:  / Acompanhamentos / Segunda Sem Carne / Sem glúten / Sem lactose / Vegana / Vegetais / Vegetariana / Repolho roxo à moda alemã (Rotkohl)

Repolho roxo à moda alemã (Rotkohl)

O repolho é muito comum na culinária alemã, principalmente como no chucrute (repolho fermentado), feito geralmente com o repolho branco. Mas o repolho roxo à moda alemã também é bastante consumido, principalmente acompanhando carnes assadas ou cozidas.

Este repolho roxo à moda alemã eu fiz para acompanhar o Schnitzel, no meu almoço típico alemão para matar a saudade da temporada em que morei em Berlim.

É um acompanhamento bem interessante que combina sabores ácidos, doces e salgados de forma bem equilibrada. Fica ótimo com qualquer tipo de carne, principalmente as de porco. Anote a dica para ocasiões especiais!

Repolho roxo à moda alemã (Rotkohl)

1/2 de repolho roxo pequeno
1 maçã fuji descascada
2 colheres de sopa de vinagre (preferencialmente de vinho tinto)
1/2 de xícara de vinho tinto seco
1 folha de louro
1 pedaço pequeno de canela em pau
1 pitada de alcarávia (kümmel) ou erva doce
1 colher de sopa de manteiga
1/2 cebola roxa
1 colher de sopa de açúcar
Sal e pimenta do reino a vontade

Corte o repolho em tirinhas bem finas e coloque em uma tigela grande. Rale a maçã no ralo grosso e coloque na mesma tigela. Tempere com o vinagre, o vinho, o louro, a canela e o kümmel ou erva doce. Misture bem, cubra com uma tampa ou plástico filme e deixe na geladeira por pelo menos 1 hora.

Depois disso, aqueça uma panela e derreta a manteiga. Coloque a cebola roxa cortada em rodelas bem fininhas e deixe refogar em fogo baixo, mexendo de vez em quando, até começar a dourar. Salpique o açúcar e continue mexendo para caramelizar. Junte o repolho com o caldo e deixe cozinhar em fogo baixo e com a panela semitampada, misturando de vez em quanto, até o caldo reduzir e o repolho estar bem cozido.

Tempere com sal e pimenta do reino. Sirva em seguida.

Estas quantidades servem duas porções de repolho roxo à moda alemã como acompanhamento.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

O que você achou? Tem alguma dúvida? Fez e quer comentar? Fique a vontade para escrever também.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram

%d blogueiros gostam disto: