Você está aqui:  / Segunda Sem Carne / Sem glúten / Vegana / Vegetais / Vegetariana / Abóbora caramelizada no mel

Abóbora caramelizada no mel

AboboraCaramelizadaComMel_CozinhandoPara2ou1

Até bem pouco tempo eu tinha sérios problemas com sabores adocicados no meio do prato salgado, mas inexplicavelmente isso mudou meio que de um dia para o outro. A abóbora era um tabu para mim: combinava no doce e só, sem exceções. Até que pedi um prato no restaurante e, entre os legumes ao forno, lá estava ela. Comecei a refeição separando os pedaços num canto, mas resolvi dar uma segunda chance a eles e simplesmente amei.

De lá para cá, tenho consumido muita abóbora, principalmente a japonesa (no nhoque, nas almôndegas, no creme com funghi e até numa versão da tortilha espanhola). E confesso que esta preparação com mel, mais um item doce para se misturar aos salgados, tem sido uma das preferidas. Fica uma delícia, é super fácil de preparar e o melhor: o nosso organismo gasta mais calorias para digerí-la do que as que ingerimos ao comê-la.

Abóbora caramelizada no mel

+/- 250g. de abóbora japonesa (cabotiá, cabotian)
1 cebola pequena
1 colher de sopa de mel
1 colher de chá de ervas finas desidratadas (ou ervas frescas)
Azeite, sal e pimenta do reino a vontade

Lave bem a abóbora com uma escovinha e corte-a em cubos de mais ou menos 2cm. — não precisa tirar a casca. Distribua em uma assadeira sem sobrepor os pedaços.

Corte a cebola em gomos e os gomos pela metade. Intercale-os com os cubos de abóbora na assadeira.

ComoFazerAboboraNoMel_CozinhandoPara2ou1

Regue tudo com um fio de azeite e, em seguida, com o mel. Tempere com sal e pimenta do reino a vontade e salpique as ervas.

Leve ao forno preaquecido em 180ºC por mais ou menos 40 minutos ou até que a abóbora esteja macia. A casca também fica bem macia e pode ser consumida. Sirva em seguida.

Esta quantidade serve duas pessoas como acompanhamento. Fica uma delícia com uma colherada de coalhada seca por cima!

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

1 Comentário

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados ( obrigatório )

4 × 2 =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram