Você está aqui:  / Acompanhamentos / Segunda Sem Carne / Sem glúten / Vegana / Vegetais / Vegetariana / Brócolis no shoyo com alho e gergelim

Brócolis no shoyo com alho e gergelim

BrocolisNoShoyoComGergelim_CozinhandoPara2ou1

Desde muito pequena a carne não é a primeira fonte de proteína na minha alimentação — nunca fui muito fã, meu organismo não a digere muito bem e, desde sempre, os vegetais têm cumprido bem este papel. Raramente falta uma bela salada e os legumes estão sempre presentes na minha mesa, mesmo aqueles de que não gosto muito.

Depois que descobri que a mesma quantidade de brócolis tem mais proteínas do que de carne vermelha, ele tem ganhado cada vez mais espaço na minha vida, seja servido na salada ou como acompanhamento. E neste caso, as sementes de gergelim também contribuem para complementar o prato por terem grande quantidade de proteínas, cálcio, ferro, fósforo e vitaminas do complexo B, assim como fibras insolúveis, que promovem a saciedade e auxiliam no bom funcionamento do intestino.

Uma sugestão leve, gostosa, nutritiva e super fácil de preparar para uma #SegundaSemCarne. Para completar a refeição, arroz, feijão e uma salada de folhas com tomate. Simples assim. 😉

1/2 brócolis japonês (ninja) cortado em floretes não muito grandes
2 dentes de alho em fatias não muito finas
3 colheres de sopa de shoyo
2 colheres de sopa de gergelim torrado
Azeite, sal e pimenta do reino a vontade

Aqueça, em uma panela pequena, um fio de azeite e coloque o alho. Antes que comece a dourar, acrescente o brócolis e misture. Logo em seguida regue com o shoyo, mexa novamente e deixe cozinhar por 3 minutos.

ComoFazerBrocolisComShoyoEGergelim_CozinhandoPara2ou1

Desligue o fogo, tempere com pimenta do reino e, se precisar, um pouquinho de sal (prove antes pois o shoyo já é salgado, geralmente não precisa colocar mais sal). Arrume o brócolis no prato e distribua o gergelim por cima. Sirva quente ou frio.

Esta quantidade serve duas pessoas como acompanhamento.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

4 Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados ( obrigatório )

dez − nove =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram