Você está aqui:  / Segunda Sem Carne / Vegana / Vegetais / Vegetariana / Estrogonofe de cogumelos com requeijú (vegano)
Estrogonofe de cogumelos com requeijú (vegano) Reviewed by Luciana Carpinelli on 11 de janeiro de 2021 .

Um prato um pouco mais caprichado, apesar de simples. Para começar, um belo estrogonofe de cogumelos…

Um prato um pouco mais caprichado, apesar de simples. Para começar, um belo estrogonofe de cogumelos…

Rating: 0

Estrogonofe de cogumelos com requeijú (vegano)

Um prato um pouco mais caprichado, apesar de simples. Para começar, um belo estrogonofe de cogumelos com shitake, champignon (e um restinho de funghi hidratado).

Para o molho, um creme de castanhas batidas. Como acompanhamento, cozinhei batata doce roxa para fazer um purê lindo.

Para completar o prato, bastou uma salada de agrião com tomatinhos. Ficou uma combinação de cores e sabores tão incrível que eu deveria repetir mais!

Estrogonofe de cogumelos com requeijú (vegano)

100g. de cogumelos frescos (Paris, portobello, shitake, shimeji etc.)
1/2 cebola pequena em cubinhos
1 dente de alho pequeno amassado ou bem picadinho
1/4 de xícara de água
3 colheres de sopa de requeijú (“requeijão” de castanhas de caju — veja AQUI como fazer))
1 colher de sopa de molho ou extrato de tomate
1/2 colher de sopa de mostarda
1 colher de chá de molho inglês
Azeite, sal e pimenta do reino a vontade

Aqueça uma panela com um fio de azeite e refogue a cebola e o alho com uma pitada de sal até ficar transparente. Acrescente os cogumelos e deixe cozinhar até dourar, sem mexer muito para não soltar muito líquido.

Adicione a água, o requeijú, o molho ou extrato de tomate (em último caso pode usar ketchup, mas preste atenção no sal), a mostarda e o molho inglês, misture bem e deixe cozinhar em fogo baixo por uns 5 minutinhos para encorpar um pouco o molho. Se precisar, deixe secar um pouco mais ou coloque um pouquinho mais água para que o molho fique de acordo com sua preferência.

Prove e, se precisar, corrija o tempero com sal e pimenta do reino.

Sirva em seguida com purê de batata, batata frita, palha ou chips e/ou arroz.

Estas quantidades rendem uma porção.

Luciana Carpinelli

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

O que você achou? Tem alguma dúvida? Fez e quer comentar? Fique a vontade para escrever também.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Arquivos



@CozinhandoPara2ou1 no Instagram

Sair da versão mobile