You are here:  / Saladas e molhos / Segunda Sem Carne / Saladinha de harussame (macarrão de feijão verde) com pepino, kani e gergelim

Saladinha de harussame (macarrão de feijão verde) com pepino, kani e gergelim

SaladaDeHarussame_CozinhandoPara2ou1

Assim como o bifum, o harussame é um tipo de macarrão muito comum na culinária oriental. Mas enquanto o primeiro é feito de arroz, o segundo tem como ingrediente principal o feijão verde. Como o tempo de cozimento é realmente curto, eu considero uma excelente escolha para os dias mais corridos ou de mais preguiça.

Esta saladinha lembra muito o Sunomono, que geralmente é servido como entrada na maioria dos restaurantes japoneses. E, para mim, a maior diferença é a textura do macarrão: o harussame é mais transparente e gelatinoso enquanto que o bifum é mais leitoso e quebradiço. Sinceramente não consigo escolher o melhor, prefiro variar entre as opções.

Ah, uma última informação! Não sei muito sobre a Dieta Dukan, mas me parece que este é o único tipo de massa permitida por ter pouquíssimo carboidrato, calorias reduzidas e nenhuma gordura — fica a dica, entretanto sugiro que quem se interesse pelo tema procure informações mais aprofundadas.

1 pepino japonês
2 sticks de kani kama
1/2 cenoura média ralada (opcional)
2 colheres de sopa de vinagre de arroz
2 colheres de sopa de saquê mirim licoroso (ou de água com 3 gotinhas de adoçante)
1 pitadinha de sal ou 1 colher de sopa de shoyo
+/- 100g. de harussame hidratado de acordo com a embalagem
2 colheres de sopa de gergelim torrado claro e/ou escuro

Misture o vinagre, o saquê e o sal ou shoyo e leve ao fogo baixo até começar a ferver. Desligue rapidamente e deixe esfriar.

Corte fatias bem finas do pepino, rale a cenoura (se for usar) e desfie os sticks de kani kama. Coloque-os em uma tigela com o harussame, despeje o caldo frio sobre eles e misture bem. Leve à geladeira por pelo menos uns 15 minutos para gelar.

Salpique o gergelim por cima na hora de servir. Esta quantidade rende duas boas porções.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

3 × um =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram