Você está aqui:  / Peixes e frutos do mar / Vegetais / Cuscuz à Paulista

Cuscuz à Paulista

cuscuzapaulista_cozinhandopara2ou1.jpg

Não sei se era comum em todo o Brasil mas, nas festinhas da escola, cada aluno ficava responsável por levar um prato de salgado, de doce ou um refrigerante. Fora os bolos pullmann e os pacotes de cheetos, toda vez aparecia um cuscuz que ficava esquecido no canto da mesa e, para falar a verdade, nunca tive coragem de experimentar: achava feio e ninguém mais comia.

Foi assim até que depois de muito tempo resolvi descobrir o que tinha naquele bolo salgado enfeitado com ovo cozido. Depois disso nunca mais deixei de pegar um pedaço quando aparece pela minha frente.

Vira e mexe me bate uma vontade de cozinhar coisas mais simples e tradicionais e, esses dias, resolvi fazer um cuscuz à paulista. Para facilitar na hora de servir, optei por usar forminhas individuais — e, servido assim, o cuscuz também pode ser servido como uma entradinha.

Cuscuz à Paulista

1 ovo cozido
1 cebola pequena picada
1 dente de alho grande picado
1 tomate picado
1/2 cenoura picada
2 colheres de sopa de extrato de tomate
300ml. de caldo de peixe ou legumes (ou 1/2 tablete de caldo pronto dissolvido em água quente)
1 lata de sardinha
1/2 xícara de farinha de milho para cuscuz
Azeite, sal, pimenta e ervas finas desidratadas a vontade

Unte um refratário ou forminhas com um fiozinho de azeite, corte o ovo em cubinhos e decore o fundo. Você pode usar também azeitonas, tomate, milho e palmito, se quiser.

Em uma panela alta, aqueça o azeite e refogue a cebola e o alho. Acrescente o tomate, a cenoura, o extrato de tomate e a pimenta do reino e as ervas. Coloque o caldo e, quando ferver, diminua o fogo. Prove e, se precisar, corrija o sal.

Adicione a sardinha e, aos poucos, despeje a farinha de milho e vá mexendo bem até ficar uma massa grossa. Após começar a borbulhar, continue mexendo por mais uns 5 minutos e coloque na(s) forma(s) decorada. Com cuidado, aperte a massa para que preencha todos os espaços. Espere esfriar para desenformar.

Você pode servir em temperatura ambiente ou aquecer rapidamente antes de servir como acompanhamento ou fatiado como entrada ou petisco. Eu servi fresquinho, enfeitado com cebolinha picada, e acompanhado de uma salada de folhas com molho tarê.

Esta quantidade rendeu 4 unidades como a da foto.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados ( obrigatório )

14 − 3 =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram