Você está aqui:  / Acompanhamentos / Segunda Sem Carne / Vegana / Vegetais / Vegetariana / Cuscuz marroquino com grão de bico

Cuscuz marroquino com grão de bico

O cuscuz (ou couscous?) marroquino tem seu lugar cativo na despensa de casa. Além de ser super versátil porque combina com qualquer carne, ainda é hiper prático: rápido e fácil de preparar — não precisa nem de fogão e fica pronto em 5 minutos!

Como o seu sabor é bem neutro, o segredo para que ele se destaque no prato é escolher ingredientes saborosos. Neste caso, temperado com especiarias e misturado a grão de bico cozido (de lata mesmo), pimentão e castanhas picadas — o que já seria uma refeição completa — combina com qualquer coisa, seja um salmão como na foto, seja uma carne, um frango ou legumes.

Cuscuz marroquino com grão de bico

1 xícara de cuscuz marroquino
1 xícara de água quente
1 e 1/2 colher de sopa de azeite
1 cebola ralada
1 dente de alho amassado ou bem picadinho
1/4 de xícara de grão de bico cozido
3 fatias de pimentão em cubos
1 punhado de castanhas de caju
1 colher de chá de ervas finas desidratadas
1 colher de café de cominho em pó
1 colher de café de cúrcuma em pó
Sal e pimenta do reino a vontade

Coloque o cuscuz marroquino em uma tigela e cubra com a água, misture 1 colher de sopa de azeite e tempere com um pouquinho de sal e pimenta do reino. Tampe com um prato e deixe descansar.

Enquanto isso, aqueça uma panela, coloque 1/2 colher de sopa do azeite e deixe a cebola dourar. Junte o alho e espere refogar um pouquinho. Adicione o cuscuz hidratado, o grão de bico e o pimentão. Misture bem e tempere com o restante dos ingredientes, sal e pimenta (prove antes para não ficar muito salgado).

Sirva o cuscuz marroquino com grão de bico em uma travessa bonita para levar à mesa ou então coloque diretamente no prato. Estas quantidades servem bem 2 pessoas (ou até 4 pessoas como acompanhamento, dependendo dos outros pratos).

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

O que você achou? Tem alguma dúvida? Fez e quer comentar? Fique a vontade para escrever também.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


@CozinhandoPara2ou1 no Instagram


%d blogueiros gostam disto: