Você está aqui:  / Calorias reduzidas / Massas e molhos / Segunda Sem Carne / Vegana / Vegetais / Vegetariana / Cogumelos assados com shoyo e gengibre

Cogumelos assados com shoyo e gengibre

Comida oriental sempre tem vez na minha cozinha, até quando o intuito não é este. Outro dia, com muita preguiça e alguma fome, abri a geladeira desesperançosa e juntei o que tinha lá.

Sem nem pensar muito temperei com shoyo e resolvi usar o famoso truque do papillote para não sujar nem a assadeira. E não é que ficou uma delícia quase que antes mesmo de eu sair do banho para ver como estava? É claro que esta receitinha veio pra cá para não ser esquecida.

Ah, e para uma refeição completa, você pode combinar com arroz japonês, cuscuz marroquino e até uma massa cozida al dente.

Mais uma dica de comidinha rápida e ao mesmo tempo caprichada. Aproveite!

Cogumelos assados com shoyo e gengibre

200g. de cogumelos frescos (paris, shimeji, shitake, portobello etc.)
1/2 xícara de molho shoyo ou molho de tucupi preto
1 colher de chá de gengibre ralado
1 dente de alho amassado
1 fiozinho de óleo de gergelim ou azeite
Cebolinha picada para servir

Limpe bem os cogumelos com um papel e corte os cogumelos ao meio, em tiras ou em quartos (dependendo do tamanho).

Corte um quadrado de papel alumínio e coloque sobre uma assadeira ou refratário, levantando as laterais. Arrume os cogumelos no centro e tempere com o shoyo, o gengibre, o alho e o óleo de gergelim (ou azeite). Misture com cuidado para distribuir bem os sabores.

Junte as pontas do alumínio, formando uma trouxinha. Feche bem para que o molho não escorra. Leve ao forno pré-aquecido em 200ºC por mais ou menos 20 minutos ou até que os cogumelos estejam macios.

Retire do forno e abra o pacotinho com muito cuidado pois vai sair um vapor bem quente. Sirva em seguida com a cebolinha salpicada por cima.

Esta quantidade serve bem 1 pessoa como prato único ou até 2 como acompanhamento.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

O que você achou? Tem alguma dúvida? Fez e quer comentar? Fique a vontade para escrever também.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram

%d blogueiros gostam disto: