You are here:  / Entradas e petiscos / Saladas e molhos / Sanduíches / Segunda Sem Carne / Vegetais / Vegetariana / Chutney de cebola

Chutney de cebola

ChutneyDeCebola_CozinhandoPara2ou1

Sou super fã de antepastos, aquelas coisas gostosinhas que a gente come enquanto o prato principal não chega à mesa. Aliás, gosto tanto que, para mim, bastam umas duas ou três opções diferentes com um tantinho de pão e o jantar está garantido.

O chutney de cebola eu já tinha comido em sanduíches (hambúrguer, cheddar e ele; pão tostadinho, cream cheese, ele e alface…) e adoro a mistura do adocicado com um toque azedinho, mas nunca tinha feito em casa. No Encontro Gourmet, experimentamos um delicioso no stand da La Pastina e a Carla Colombo comentou comigo que ela já havia publicado uma receita deliciosa no Brisando na Cozinha. Adivinha se não foi juntar a fome com a vontade de comer? 😉

Apesar de levar um pouquinho mais de tempo do que costumam durar minhas receitas preferidas, o mais difícil é cortar as cebolas (sem chorar!). De resto, é só misturar cada ingrediente e esperar que eles façam sua mágica juntos. Seja para servir com torradinhas, acompanhar carnes assadas ou uns cogumelos refogadinhos ou simplesmente complementar uma salada, ter um pote deste chutney na geladeira é sempre uma boa ideia.

Chutney de cebola

3 cebolas roxas grandes
1 1/2 colher de sopa de óleo
1/2 xícara de vinagre de vinho tinto
2 colheres de sopa de vinagre balsâmico
1 1/2 xícara de açúcar mascavo
1 folha de louro
Sementes de mostarda ou de cardamomo
Sal e pimenta do reino a vontade

Descasque as cebolas e depois corte-as em rodelas fininhas. Eu cortei com a faca mesmo, mas você pode usar um mandolin ou o processador com o fatiador.

Aqueça uma panela larga e coloque o óleo (eu usei o de girassol pois não tem muito sabor, então não influencia no resultado final). Acrescente os anéis de cebola e refogue-os até que fiquem macias.

Adicione os vinagres, o louro, as sementes de mostarda ou de cardamomo (a receita original pedia mostarda, mas como não tinha em casa, usei o cardamomo e ficou ótimo!). Tempere com pimenta do reino, preferencialmente moída na hora, e uma pitadinha de sal. Misture bem e, por fim, acrescente o açúcar mascavo.

Deixe ferver e depois cozinhe em fogo baixo por mais ou menos 1 hora, ou até que as cebolas fiquem translúcidas e o líquido evapore — é mais ou menos no ponto de geleia. Mas fique sempre atento, pois se o líquido evaporar muito rápido, pode queimar.

Assim que estiver bem mais consistente ponha o chutney ainda quente diretamente em um vidro próprio para conservas esterilizado.

A receita original sugere que a gente deixe maturando em algum lugar escuro e fresco ou na geladeira, por 4 a 6 semanas, mas confesso que não consegui esperar! Se estiver bem fechado, o chutney terá uma validade de 6 meses até que seja aberto e, após isso, deve ser mantido na geladeira.

Esta quantidade rendeu um pote médio (300ml.) de chutney de cebola.

ChutneyDeCebola2_CozinhandoPara2ou1

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

2 Comments

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

um × 3 =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram