Você está aqui:  / Dicas da Nutri / PANCs: o que são e por que você deveria consumi-las?

PANCs: o que são e por que você deveria consumi-las?

A sigla PANC é uma abreviação de Plantas Alimentícias Não Convencionais. Você já ouviu falar?

As PANCs basicamente representam um grupo enorme de plantas comestíveis que não são produzidas em larga escala e/ou são comuns apenas em regiões específicas e/ou a maioria das pessoas não sabe que podem ser consumidas.

Há também aquelas PANCs que eram super comuns na alimentação das gerações anteriores (nossos avós, bisavós…) mas, como a informação não passou adiante, elas acabaram caindo no esquecimento.

A nossa alimentação hoje se baseia em uma pequena parcela do grande universo das plantas comestíveis, em torno de 20 dentro das mais de 30.000 espécies vegetais que podem ser consumidas. Chocante, não é mesmo?!

Com isso, muita gente acaba caindo na monotonia alimentar, ou seja, sem variar o cardápio, acaba consumindo quase sempre os mesmos alimentos, como a salada de alface e tomate todos os dias.

Entrar no mundo das PANCs significa, também, fazer um bem para a sua saúde.

Mudando as fontes e os nutrientes que você fornece para o seu corpo, você permite que o organismo aproveite muito mais tudo de bom que os alimentos podem nos dar. Além disso, novos sabores, cores, aromas e texturas podem fazer com que a sua alimentação seja muito mais completa, prazerosa e saudável.

 

Veja aqui algumas PANCs e dicas de consumo para você começar a conhecer essas delícias!

[clique nos links em laranja para ver algumas preparações]

Acelga chinesa: pode ser consumida como salada ou refogada

Azedinha: ideal para agregar na salada ou como acompanhamento de outros pratos

Bertalha: deve ser consumida cozida ou refogada, e pode ser incorporada em sopas, caldos e molhos

Caruru: evitar consumir crua, deve ser branqueada antes de cozinhar ou refogar

Peixinho da horta: fica uma delícia empanada e frita ou grelhada

Ora-pró-nobis: pode ser consumida refogada e é uma ótima substituta da couve

Taioba: não deve ser consumida crua, o ideal é ferver as folhas por alguns minutos antes de refogar

 

Para ver mais receitas acesse a tag: PANCs.

 


Raquel Labonia
 é uma nutricionista completamente apaixonada pelo que faz e com intensa e incansável vontade de fazer a diferença no mundo. Motivada por essa inquietude, em 2015 criou a WellMove (abreviação de Wellness Movement), que representa um Movimento Pelo Bem-Estar em seu sentido mais amplo. Estar bem é a harmonia entre o nosso físico, mental e também o ambiente em que vivemos. Hoje, a WellMove se tornou uma Consultoria em Nutrição e Bem-Estar atuante em diversas áreas, que trabalha com projetos de qualidade de vida, sustentabilidade, comunicação e marketing nutricional e consultas particulares em consultório.

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram

%d blogueiros gostam disto: