Você está aqui:  / Dicas da Nutri / Alimentação saudável em tempos de Coronavírus além dos “superalimentos”

Alimentação saudável em tempos de Coronavírus além dos “superalimentos”

Nos últimos dias o que mais se ouve falar é sobre a pandemia do novo Coronavírus (COVID-19), e uma dúvida que fica é: como a sua alimentação pode se relacionar com tudo isso?

Primeiro, vale ressaltar que as recomendações que precisam ser seguidas para se proteger do coronavírus, são aquelas divulgadas pela Organização Mundial da Saúde e pelo Ministério da Saúde, entre elas:

– lave as mãos com água e sabão antisséptico + álcool em gel 70%;
– evite tocar aos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– não compartilhe itens como talheres, toalhas, pratos e copos;
– se estiver doente, evite contato com outras pessoas;
– durma bem e tenha uma alimentação saudável.

Uma alimentação saudável contribui para o fortalecimento do sistema imunológico, sendo ele o responsável por combater as doenças do organismo. Como ter uma alimentação saudável durante um período sem precedentes em nossa atualidade?

Compras

Ir às compras, seja em mercados ou feiras livres, se tornou um pouco complicado nestes tempos; como garantir que terá boas opções de alimentos em casa?

Dicas:
– prepare uma lista de compras antes de sair;
– compre de forma consciente, um pouco a mais do que é de costume para evitar sair toda hora, mas lembre que o abastecimento ainda está acontecendo e é necessário que haja alimentos em quantidade suficiente para todas as pessoas;
– lave com água e sabão as embalagens antes de armazenar;
– permita-se conhecer novos sabores, você sabe quais são os alimentos da safra de abril?

Safra de abril

Frutas: abacate fortuna; abiu; ameixa estrangeira; atemóia; banana maçã e nanica; caqui; figo; graviola; kiwi nacional; lima da pérsia; limão taiti; maçã gala; mamão formosa; mangostão; maracujá doce; pêra estrangeira; pitaya; tangerina cravo; uva rubi e estrangeira.

Legumes: abóbora japonesa; abobrinha; batata doce; berinjela japonesa; cará; chuchu; jiló; mandioca; pepino; tomate.

Verduras: acelga; chicória; nabo; repolho; rúcula; salsa.

Não se esqueça de lavar bem antes de armazenar ou consumir!

Refeições

Garanta que as refeições apresentem alimentos variados, quanto mais cores melhor!

Dicas:
– Planeje pausas para o horário das refeições;
– Invista nas suas habilidades culinárias, que tal procurar uma receita na internet com os alimentos que você já tem em casa?
– Tenha alimentos naturais como a base da sua alimentação, ou seja, frutas, verduras, legumes, cereais, feijões, grãos e castanhas.

Superalimentos e imunidade

A internet é um espaço mágico, onde temos diversas informações sobre alimentação, dicas de “shots saudáveis” e endeusamento de vitaminas e minerais para aumentar a imunidade, combater vírus, gripes, resfriados e por aí vai. Entre as mais comuns posso citar:
– água com limão;
– chás;
– sucos detox;
– alho;
– jejum intermitente.

Diversos alimentos, principalmente os naturais, apresentam vários benefícios e devem fazer parte de uma alimentação saudável, porém supervalorizar um único alimento, composto, vitamina ou mineral pode ser prejudicial.

A água com limão é uma bebida refrescante; os chás podem ser deliciosos e acalmar o nosso corpo; os sucos detox são uma combinação nutritiva e gostosa; o alho é um excelente ingrediente culinário, porém de forma isolada não significam nada. Além disso vale ressaltar que o jejum intermitente, principalmente neste período deve ser evitado, pois é necessário que o organismo esteja bem nutrido para evitar complicações em caso de eventuais doenças.

Uma alimentação saudável está mais relacionada ao seu padrão alimentar, ou seja, o que você consome ao longo dos dias, semanas e meses, e não a um único alimento em específico, consumido em jejum ou sob qualquer outra circunstância. A variedade de alimentos nos proporciona uma ingestão maior de diversos nutrientes, que auxiliam no fortalecimento imunológico e consequentemente ajudam a se recuperar mais rápido na ocorrência de alguma necessidade específica.

Não classifique apenas um certo grupo de alimentos, compostos, vitaminas ou minerais como responsáveis pela sua saúde! A alimentação saudável contempla aspectos emocionais, psicológicos, culturais, familiares e individuais. Não existem alimentos milagrosos nem proibidos, existem alimentos e eles se complementam.

Por fim o mais importante: seja crítico quanto a informações e orientações sobre alimentação que recebe, e só compartilhe conteúdos de fontes confiáveis.

 


Mariana Ribeiro
é nutricionista, aprimoranda em transtornos alimentares e técnica em Nutrição e Dietética. É apaixonada pela ciência bioquímica e fisiológica da Nutrição, e acredita ser essencial associar esse conhecimento com o comportamento alimentar de forma que seja possível melhorar a relação das pessoas com os alimentos e o ato de comer, favorecendo a saúde e a adequada nutrição.

Acompanhe-a pelo instagram: https://www.instagram.com/maribeiro.nutri

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


@CozinhandoPara2ou1 no Instagram


%d blogueiros gostam disto: