Você está aqui:  / Segunda Sem Carne / Sem glúten / Vegetais / Vegetariana / Berinjela à pizzaiola

Berinjela à pizzaiola

Cadê a pessoa que enche a boca pra dizer que não gosta de berinjela? Tá com a boca cheia de berinjela neste exato momento! 😂

Quem diria, né? A gente cresce e perde a birra com os legumes, aprende que precisa comer um pouquinho de tudo e acaba, então, descobrindo que existem mil formas diferentes de preparar o mesmo ingrediente. O negócio é se abrir para o novo.

Esta é uma leve simplificação da Berinjela à parmegiana — na verdade, não tenho vergonha de admitir, uma forma de eliminar a etapa mais trabalhosa: bater ovo, passar berinjela no trigo, no ovo e na farinha de rosca, e ainda fritar (e limpar tudo depois!).

Eu acho que vale muito a pena e fica bem gostosa também.

Para acompanhar, saladinha com rabanetes, arroz cateto integral com vermelho mais uma cebola picada e murcha na frigideira porque eu amo.

Berinjela à pizzaiola

2 fatias grossas de berinjela
1 concha de molho de tomate (preferencialmente caseiro)
Queijo parmesão ralado a vontade
Azeite, sal e pimenta do reino a vontade

Lave bem a berinjela e enxugue-a antes de cortar as fatias de cerca de meio centímetro. Coloque-as em uma tigela e cubra com água e uma pitada de sal — deixe repousar por cerca de 15 a 20 minutos. Depois disso, escorra e enxugue bem com papel absorvente.

Aqueça uma frigideira em fogo médio e unte-a com um fiozinho de azeite. Coloque as berinjelas, tempere com uma pitada de sal e outra de pimenta do reino e espere dourar o lado de baixo antes de virar.

Após virar as fatias de berinjela, abaixe o fogo para o mínimo e distribua o molho por cima delas. Espalhe um pouco de queijo ralado (ou muito, como é o meu caso sempre — não consigo evitar!) e tampe a frigideira, abafando para derreter bem o queijo. Se preferir, leve ao forno para gratinar (cuidado que o cabo plástico da frigideira pode derreter).

Sirva logo em seguida, ainda mais quente. Estas quantidades rendem uma boa porção.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

O que você achou? Tem alguma dúvida? Fez e quer comentar? Fique a vontade para escrever também.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


@CozinhandoPara2ou1 no Instagram


%d blogueiros gostam disto: