Você está aqui:  / Massas e molhos / Segunda Sem Carne / Macarrão à Arrabiata (all’Arrabiata, molho de tomate com pimenta)

Macarrão à Arrabiata (all’Arrabiata, molho de tomate com pimenta)

A cozinha alemã é conhecida pelo seu toque apimentado bem marcante e minha apresentação a ela quando morei em Berlim foi bastante brusca. Sim, eu sei que o molho Arrabiata tem origem italiana, mas é que o comi pela primeira vez na Alemanha, em minha primeiríssima refeição em terras germânicas.

Após 16 horas entre voo com aquelas comidinhas de mentira e conexões em aeroportos com chazinhos e chocolate quente, fazer check in no hostel entre poucas palavras e muito mais mímica e subir três andares de escada levando sozinha minhas duas malas e uma mochila, finalmente consegui descer ao restaurante vizinho. Sem falar nada além do “danke” (obrigado), peguei o cardápio e, analfabeta em Alemão, enxerguei no “Penne all’Arrabiata” a solução para os meus problemas — sim, era o único prato que eu desconfiava o que era (mas não tinha certeza).

Pouco mais de 20 minutos e de um perfume maravilhoso de comida gostosa ter tomado conta do recinto, o prato fumegante de massa com um molho lindo mereceu nada menos que uma bela garfada. Nem bem consegui sentir o gosto e já emendei em outra garfada e mais outra até que a explosão de pimenta tomou conta do meu corpo todo, jogando lágrimas dos olhos. Por sorte, os nomes dos refrigerantes eram iguais aos daqui, e consegui pedir 2 garrafinhas para aliviar um pouco o sufoco — a fome era tanta que acabei com os lábios inchados após comer todo o prato. Arrabbiato, em italiano, significa “irritado”. Ou seja, acabei aprendendo direitinho na prática o significado do nome deste molho.

Confesso que foi uma experiência traumatizante, mas a minha aventura no Velho Mundo já começou com uma boa história. E é por isso que, sempre que dá saudades daquele tempo, preparo este prato, um pouco menos apimentado, é claro. Especialmente no inverno, é uma boa opção tanto para o almoço como para o jantar, principalmente acompanhando uma massa integral — em uma Segunda Sem Carne, quem sabe. Desta vez, no lugar do penne, usei um talharim caseiro de espinafre que minha amiga Thais Freitas me deu.

Macarrão à Arrabiata (all’Arrabiata, molho de tomate com pimenta)

2 porções de macarrão
2 colheres de sopa de cebola picadinha
2 dentes de alho amassado
1 lata de tomates pelados picados (com o suco)
1 colher de sopa de manjericão picadinho
1 a 2 pimentas dedo de moça bem picadinha(s)
Azeite, sal e pimenta do reino a vontade
Queijo ralado para servir

Em uma panela, aqueça o azeite e refoque a cebola e os alhos sem deixar dourar. Acrescente a pimenta (eu uso 1 pimenta com metade das sementes) e refogue também, rapidamente. Por fim, adicione os tomates pelados com o suco e o manjericão.

Tampe a panela e deixe cozinhar, em fogo baixo, por mais ou menos 15 minutos, mexendo de vez em quando e aproveitando para amassar os tomates. Enquanto isso, cozinhe o macarrão de acordo com as instruções da embalagem.

Quando o molho estiver mais encorpado, tempere com sal e pimenta do reino e retire do fogo. Sirva, em seguida, o molho com a massa cozida. Jogue um pouquinho de queijo ralado por cima.

Esta quantidade serve bem duas pessoas.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

3 Comentários

  • Temperaria

    /

    Luciana, lá em casa somos todos fissurados em pimenta, inclusive as crianças (que nem são crianças mais, já são adolescentes, mas o hábito de chamá-los assim parece que nunca vai mudar). Meu marido gosta tanto que tem até coleção, temos uns 15 tipos diferentes lá em casa, em conserva, molho, in natura… já viu, né?
    Esse prato é um sucesso lá em casa nos dias que estou totalmente sem saco para cozinhar. Fica uma delícia! o seu está uma lindeza. 🙂
    Beijos e boa semana!

  • Luciana C.

    /

    Na minha família todo mundo curte uma boa pimenta, mas eu nunca fui de coisas ardidas demais. Esse molho foi um susto, mas justamente por isso virou uma receita querida — e hoje em dia o meu limite é bem mais alto. 🙂
    Beijo e boa semana pra vc também!

O que você achou? Tem alguma dúvida? Fez e quer comentar? Fique a vontade para escrever também.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


@CozinhandoPara2ou1 no Instagram


%d blogueiros gostam disto: