Você está aqui:  / Massas e molhos / Saladas e molhos / Sanduíches / Vegetais / Tomatinhos confitados

Tomatinhos confitados

img_20140116_135040.jpg

Eu tenho a mania estranha de tentar “adivinhar” receitas. Experimento alguma coisa, tento identificar os ingredientes e como eles são preparados e aí vou para a cozinha testar a minha teoria. Foi assim que fiz esses tomatinhos confitados (ou em conserva), que viram um delicioso coringa na geladeira: podem ser um antepasto, cobrir bruschettas, temperar saladas (com muçarela de búfala e manjericão, humm!), envolver massas, enriquecer recheios de tortas ou sanduíches e acompanhar qualquer tipo de carne. E olha que eu nem gosto muito de tomate, hein? 😉

300g. de tomates cereja
+/- 100g. de azeite
1 ramo de alecrim ou tomilho
1 dente de alho inteiro e sem casca
Sal e pimenta do reino a vontade

Lave bem os tomatinhos e coloque-os em uma panela de fundo grosso. Regue com o azeite, coloque o alecrim ou tomilho e tempere com sal e pimenta. Eu não tinha o alho em casa e usei um azeite já aromatizado com alho, por isso não aparece na foto.

tomatinhosconfitados.png

Leve a panela ao fogo bem baixo e deixe cozinhar, mexendo de vez em quando com cuidado. Depois de mais ou menos 15 minutos, quando os tomates estiverem macios (mas ainda inteiros), desligue o fogo.

Coloque os tomates com o azeite em um pote esterilizado (ferva o pote e a tampa por 5 minutos, retire sem tocar na parte interna e depois deixe secar de cabeça para baixo em pano de prato limpo). Tampe e espere esfriar para guardar na geladeira por até 15 dias.

Por curiosidade, acabei de fazer uma pesquisa por receitas de tomate confit e descobri que muitas são preparadas no forno e não no fogão. Vou experimentar, mas acredito que não haja muita diferença. Se quiser provar uma delas, sugiro a do Gordelícias.

É aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados ( obrigatório )

2 × 5 =

Categorias

Arquivos



mytaste.com.br


Acompanhe nosso instagram